<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d7876992\x26blogName\x3djoaoscottex\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://joaoscotex66.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://joaoscotex66.blogspot.com/\x26vt\x3d7900938790244365435', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

Ainda sobre a medalha da Naide

BIANCA KAPPLER (Ger)
A atleta alemã Bianca Kappler efectuou ontem - na prova de Salto em Comprimento dos Campeonatos da Europa de Atletismo em Pista Coberta - um salto que lhe daria eventualmente a medalha de ouro.
Os juízes responsáveis pela medição do salto cometeram um erro inacreditável (os nuestros hermanos), e atribuiram-lhe a marca "impossível", 6,93 mt, que a colocava no primeiro lugar.
A alemã logo disse que tinha havido um erro e que a vitória não lhe poderia ser atribuída.
O Conselho de Apelo da IAAF, em comunicado, reconhecendo o erro, retiraram a marca incorrectamente creditada, obrigando a alemã a repetir, hoje, o seu sexto e último salto do concurso.
Bianca Kappler, numa inaudita atitude de desportivismo, disse que não faria esse salto, porque a vitória pertencia à portuguesa Naide Gomes, automaticamente, caía para o 7º lugar da classificação, perdendo também a medalha que, por direito próprio, havia conquistado na pista.
Pena, que a medalha de ouro de Naide Gomes, por causa da imcompetência do juíz espanhol, tenha ficado, de alguma forma, ensombrada por este episódio, privada de dar a sua merecida "volta de honra" à pista, com a nossa bandeira, como ela fez quetão de referir.

PS - Tudo está bem, quando acaba bem. Porque o Conselho de Apelo da lAAF, numa inédita decisão salomónica - assumiu as suas responsabilidades - e decidiu atribuir duas medalhas de bronze, premiando assim a atitude da alemã Bianca Kappler - agora mesmo a subir ao pódio, onde, no lugar mais alto, está Portugal! Viva portugal.
« Home | Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »