<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d7876992\x26blogName\x3djoaoscottex\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://joaoscotex66.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://joaoscotex66.blogspot.com/\x26vt\x3d7900938790244365435', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

XVII Governo Constitucional.

Já está...
Já temos Governo. Liderado pelo Sr. Eng. Jósé (arranjadinho, como lhe chama alguma comunicação social) Sócrates, que a maioria do povo português votou para PM.
Como tal, penso que de uma vez por todas, teremos que aprender a dar o benefício da dúvida (pela capacidade de liderança e execução), aos ministros que constituem o XVII Governo Constitucional.
Começando pelo sinal que o novo PM, tentou dar, à constituição do seu Governo, sendo metade dos Ministros, não filiados no PS. Será que pretende demonstrar que o acto de governação não depende directamente da acção partidária (vamos observar quais as reacções futuras, in PS).
Sim, porque é inequívoca, a atribuição de algumas pastas aos não filiados, em particular a das Finanças. Temos que acreditar na capacidade dos nomeados, e deixar de os criticar por antecipação, afinal estes senhores, são só os responsáveis pela administração do nosso país. Esperemos que tenham a visão e a coragem de GOVERNAR.

"do Lat. gubernare, pilotar
v. tr. e int.,
dirigir uma embarcação por meio de leme, dos remos;
pilotar;
por anal. guiar, conduzir;
por ext. reger, administrar, gerir, dominar, imperar sobre;
mandar;
v. int.,
encaminhar-se, dirigir-se;
exercer autoridade, administração, governo;
v. refl.,
arranjar-se bem;
cuidar dos seus interesses;
regular-se."

in Dicionário de Língua Portuguesa, Texto Editora.

Como, podem reparar o verbo Governar, pode ser utilizado de muitas formas, mas o que pretendemos e ainda tentamos acreditar, é que PORTUGAL é dos portugueses.
Contudo, todos devemos ser mais exigentes e produtivos, a começar por NÓS.


« Home | Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »