<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d7876992\x26blogName\x3djoaoscottex\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://joaoscotex66.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://joaoscotex66.blogspot.com/\x26vt\x3d7900938790244365435', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

04.11.2004


Praia do Canto do Madeiro-Pipa/Brasil
A 11 de Março de 2004, estava de férias em Pipa, no Brasil.
Por dormir habitualmente pouco, e também pelo jet-lag, liguei a TV para me distrair um pouco e porque o pequeno-almoço, como é normal só é servido a partir das 07:30h. Eram 04:30h (mais coisa, menos coisa), e já estava acordadíssimo, faço o habitual zapping, pelos diversos canais disponíveis, quando observo imagens de um comboio destruído, assim como parte da estação, muitas pessoas feridas, movimento de ambulâncias, fiquei aturdido com a violência das imagens. Como estava de férias, a princípio neguei-me o direito de ver o que se estava a passar em Espanha, mas o apelo curiosidade foi mais forte, quando reparo na data, fiquei pensativo, mas não queria acreditar, pensei que se tratava de mais um atentado da ETA, mesmo porque as informações veiculadas pela TVE, indicavam nesse sentido (mais tarde, ficaríamos todos a saber, que essas informações teriam sido manipuladas pelo Governno do Sr. Aznar). Afinal, o atentado teria sido perpetrado pelo grupo islámico Abu Hafs Al Masri, com supostas ligações à Al-Quaeda.
Hoje, vêspera do dia 11 de Março, vejo o quão importantes são as imagens transmitidas pela TV, e chego a conclusão, de que os terroristas com poucos meios e sempre na clandestinidade, se calhar conseguiram um extraordinário meio de se publicitarem, porque temos que aceitar, a TV, apesar de um excelente meio de comunicação, é também perverso, porque não podemos limitar a forma como os media processam a informação, será que é sempre assim?
Ficou provoado que, não.
Acima de tudo morreram pessoas, outras ficaram feridas física e psicologicamente, e todos nós continuámos a nossa vida com mais uma tragédia para recordar anualmente, sim, porque até hoje, será que mudou alguma coisa?
« Home | Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »
| Next »